24symbols para iPad

Deixe o seu comentário


A plataforma de leitura na nuvem 24symbols acaba de disponibilizar uma aplicação para iPad, que pode desde ontem ser descarregada gratuitamente no iTunes. 24symbols é um serviço de leitura social baseado na nuvem e que funciona mediante subscrição.

Autógrafos para ebooks Kindle

4 Comentários


aqui havíamos descrito a possibilidade de autografar ebooks, mediante a plataforma Autography. Seguiu-se-lhe a Nook  e já neste mês de Julho surge mais uma alternativa, para ebooks Kindle, denominada Kindlegraph. O seu funcionamento é bastante simples: depois de nos registarmos, solicitamos um autógrafo ao autor do livro. Este recebe o pedido on-line e, mediante a plataforma DocuSign, assina digitalmente o ebook. O autógrafo passa a integrar o ebook, mediante a inserção de uma nova página, que além da assinatura e dedicatória do autor, inclui também uma foto da capa do livro.

Via TeleRead

Highlighter – sublinhar, partilhar e comentar texto em linha

2 Comentários


http://highlighter.com/
Highlighter é um serviço gratuito da web que permite sublinhar, guardar, partilhar e comentar qualquer palavra, frase ou parágrafo de um sítio web previamente registado no serviço.

Funciona com as principais plataformas de produção de conteúdos (wordpress.org, Blogger, Joomla, Tumblr, TypePad, etc.) mediante a inserção, pelo autor do conteúdo, de meia dúzia de linhas de código JavaScript (fornecido pelo Highlighter).

O autor do conteúdo tem posteriormente acesso a um conjunto alargado de estatísticas sobre aquilo que os utilizadores fizeram com texto (as partes mais sublinhadas, mais comentadas, mais partilhadas), fazendo do Highlighter uma excelente ferramenta de interação com os leitores.

Via ReadWriteWeb

Perguntas e respostas sobre epub 3

Deixe o seu comentário


Decorreu, no passado dia 11 de Maio, um webinar sobre epub 3 dinamizado por Bill McCoy, director do International Digital Publishing Forum, e Eric Freese, membro do EPUB 3 Working Group, e que noticiámos aqui e aqui.

No decorrer do webinar, os participantes fizeram diversas perguntas que foram respondidas pelos dinamizadores da sessão e que a organização condensou e organizou num ficheiro pdf, e que ajudam a perceber melhor as novidades do epub 3 e os desafios e possibilidades abertas aos produtores de ebooks

iPad já vende mais do que Mac

Deixe o seu comentário


O sucesso do iPad continua  a impressionar. De acordo com os últimos números divulgados, o iPad é já, em termos de volume de negócio, o segundo produto mais importante da Apple, ultrapassando os computadores Mac.

Com mais de 9 milhões de unidades vendidas no último trimestre (30 milhões no último ano), o iPad apenas foi ultrapassado pelo iPhone  (23  milhões de smartphones vendidos no último trimestre, 55 milhões no último ano  e 129 milhões desde o seu lançamento em 2007,) que continua a ser o produto de maior sucesso do universo Apple.

De qualquer forma, o crescimento do iPad no último trimestre (183% relativamente ao mesmo período do ano passado) foi superior ao do iPhone (142%), o que poderá significar que, a breve prazo, o tablet se tornará o principal produto da Apple.

Ebooks em Tóquio [vídeo]

Deixe o seu comentário


A capital japonesa acolheu no início deste mês uma das maiores exposições mundiais de livros eletrónicos, com a presença demais de 150 expositores e que registou mais de 80 mil visitantes. Aqui fica a reportagem videográfica produzida pela Euronews:

Paper.li atinge os mil milhões de artigos publicados

Deixe o seu comentário


O Paper.li atingiu esta semana, cerca de 22 meses depois de ter sido criado, a marca histórica dos mil milhões de artigos publicados.

O Paper.li é um serviço gratuito que permite aos utilizadores registados reunir, organizar e publicar on-line, de forma automática, um jornal digital personalizado, a partir de notícias oriundas das redes sociais twitter e facebook.

O serviço encontra-se disponível em 7 línguas, entre as quais o português, e tem atualmente uma média de 12 milhões de artigos publicados por dia.

5 ebooks gratuitos sobre web design

2 Comentários


Aqui fica um conjunto de sugestões de leitura para quem quer iniciar ou aprofundar conhecimentos sobre web design, de forma totalmente gratuita.

Título: Design Your Imagination

Autor: WebGuru India

Download (pdf)

Título: Web Designers Success Guide

Autor: Kevin Argid

Download (pdf)

Título: Head first HTML with CSS & XHTML

Autores: Elisabeth Freeman, Eric Freeman

Download (Google books)

Título: How To Be Creative

Autor: Hugh MacLeod

Download (pdf)

Título: HTML5 WTF?

Autor: Simon Schoeters

Download (pdf)

Amazon passa a alugar livros escolares em formato ebook

1 Comentário


A Amazon abriu hoje uma nova área de negócios, designada Kindle Textbook Rentals, que permite aos alunos alugarem ebooks didáticos para ler no seu dispositivo portátil.

O custo do serviço varia de acordo com o tempo durante o qual os alunos querem usar as obras, e que pode ir de 30 dias a um ano. De acordo com a Amazon, no aluguer mensal a poupança em relação à aquisição da obra pode chegar aos 80%.

De momento, Amazon tem disponíveis cerca de 20 000 ebooks didáticos, provenientes de diferentes editoras, maioritariamente em língua inglesa.

Para além do Kindle, as obras podem ser lidas nas aplicações Kindle para outros dispositivos móveis como o iPad, computadores ou smartphones.

Umberto Eco reescreve «O Nome da Rosa» para chegar aos leitores digitais

3 Comentários


No dia 5 de outubro, será publicada uma versão light da obra mais conhecida Umberto Eco, a fim de a tornar mais acessível às novas tecnologias e aos novos leitores. Eco irá aligeirar certas passagens e refrescar a linguagem de O Nome da Rosa (originalmente publicado em 1980), com o objetivo de levar a obra àqueles que apenas a conhecem pela leitura de curtas passagens na internet e que terão dificuldade com a densidade do texto original.

Esta é uma decisão surpreendente, sobretudo vinda da parte daquela que é uma das vozes mais críticas da progressiva digitalização do livro.  Evidentemente, não faltará o habitual coro de lamentos por esta cedência do conteúdo à forma e a rendição à suposta (mas apenas aparente) incapacidade dos leitores digitais de assimilarem conteúdos complexos, mas a verdade é que prefiro leitores a lerem uma versão simplificada (e simplificada pelo próprio autor!) de uma obra do que não haver leitores de todo…

Via ABC

Older Entries

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.052 outros seguidores