De acordo com um  estudo do Joan Ganz Cooney Center, os ebooks melhorados (“Enhanced ebooks”, isto é, ebooks com multimédia e/ou interatividade) não têm um impacto positivo na aprendizagem. O estudo analisou o que crianças retiveram de uma história lida por eles ou pelos pais usando um livro de papel, um ebook e um ebook melhorado e chegou à conclusão de que com os livros impressos e os eBooks sem inteatividade as crianças reteem muito mais da história do que usando  ebooks melhorados.

Em rigor, podemos dizer que não era necessário um estudo para chegar a esta constatação óbvia: se apenas se pretender que as crianças reproduzam a história que ouviram ou leram, o melhor será suprimir todos os fatores que distraiam da memorização. Por outro lado, com uma amostra tão pequena (o estudo incluiu apenas 32 pares de pais+crianças da York Hall of Science’s Preschool Place), dificilmente se poderá generalizar.

Contudo, as conclusões do estudo obrigam-nos a refletir sobre o verdadeiro objetivo de adicionar elementos multimédia e interatividade aos ebooks, sobretudo se os mesmos deverão estar ao serviço da história ou se a história é apenas o suporte para o preciosismo técnico ou campanha de marketing.

O estudo (pdf) pode ser descarregado aqui.

 

About these ads