As novas formas de leitura potenciadas pela tecnologia tátil de tablets e smartphones estão a impulsionar o aparecimento de propostas arrojadas que, partindo do texto, pretendem transformar a experiência de leitura. Uma dessas propostas é a da Citia, que, em associação com algumas editoras de renome –  como Penguin, Perseus, HarperCollins, e O’Reilly Media – se propõe reinventar a leitura de não ficção sob uma nova de forma de apresentaçã.

o do conteúdo, que combina 3d e organização não linear: em vez de ler por capítulos, o leitor navega pelo livro através da associação de ideias e da relação entre conceitos.

O título já disponível, “What Technology Wants” (Penguin), da autoria de  Kevin Kelly, cofundador da Wired, custa $9,99 e permite ao leitor navegar pelas ideias transversais deste teórico da tecnologia, com a possibilidade de reordenar o conteúdo como quiser e de o partilhar por email ou nas redes sociais.

Para breve está o lançamento de um segundo título, The Rise of The Creative Class de Richard Florida, cuja versão em papel foi um bestseller na América em 2004.

Via Comunicación Cultural

About these ads