O sucesso do conceito de computação móvel inaugurado pelo tablet da Apple continua a agitar o mercado. Agora foi a vez da gigante Microsoft, até agora sobretudo centrada no desenvolvimento de software, fazer a sua aposta num segmento onde o iPad reina praticamente sem concorrentes.
Num evento que decorreu esta madrugada em Los Angeles Steve Ballmer, CEO da Microsoft, e Steven Sinofsky, presidente da divisão de Windows, apresentaram o Surface, um tablet de 10,6 polegadas com teclado físico incorporado na capa.

O tablet da Microsoft será comercializado em dois modelos. O primeiro a ser lançado será o modelo mais barato, com processador ARM e Windows 8 RT, a que se seguirá um modelo com processador Intel e Windows 8 Pro.
Com uma espessura de 9,3 milímetros e um peso de 676 gramas (o novo iPad, por comparação, pesa 662 gramas na sua versão 3G e tem uma espessura de 9,4 milímetros), o modelo mais barato será vendido em versões de 32 ou 64 GB de memória. O modelo Pro será bastante mais pesado (903 gramas) e grosso (13,5 milímetros) e terá uma versão de 64 e outra de 128 GB. O quadro abaixo resume as diferenças dos dois modelos.

Tanto os preços como as datas de comercialização não foram divulgados.

About these ads