Quase três quartos dos alunos do 2.º e 3.º ciclos consideram mais fácil a leitura no iPad do que a de livros em papel. Esta é mais uma das conclusões do estudo a que já fizemos referência envolvendo 203 alunos do 5.º ao 8.º ano e 10 professores de Língua Portuguesa de uma escola EB 23 do concelho de Sintra (distrito de Lisboa).

Para 26% dos alunos não há diferença entre ler em papel e ler num iPad, e uma minoria de 2% acha mais difícil a leitura num tablet.

A preferência pela leitura em iPad é mais acentuada nos leitores tipo C  (alunos  que não gostam de ler e/ou raramente leem) do que nos bons (A) e médios (B) leitores, como se pode ver pelo gráfico seguinte:

About these ads