De acordo com o relatório El sector del libro en España 2010-2012, publicado pelo Observatorio de la Lectura y el Libro, a edição digital em Espanha cresceu 43,2% em 2011, enquanto a edição em papel teve um decréscimo de 4,2%.

Nos primeiros seis meses de 2012, essa tendência acentuou-se, sendo que nesse período 21,6% dos registos catalogados pela Agência do ISBN corresponderam a livros em formato digital.

A percentagem de leitores digitais também cresceu,de 48,6%  no início de 2010 para 52,7% em finais de 2011.

Outro dado interessante relativo a 2011, no que diz respeito à venda de ebooks, foi a diminuição do volume de comércio  através de plataformas específicas e um aumento da venda direta pelas próprias editoras.

About these ads