Aplicações de storytelling para smartphones

Deixe um comentário


Piotr Kowalczyk, do blogue Password Incorrect, elaborou numa lista de aplicações de storytelling (contar histórias) para iOS, Android e outras plataformas móveis.

Aplicação Blurb para iPhone

Broadcastr

Aplicação desenvolvida para: iPhone, Android

Audioboo

Aplicação desenvolvida para: iPhone, Android

Blurb Mobile

Aplicação desenvolvida para: iPhone (app para Android em desenvolvimento)

TypeDrawing

Aplicação desenvolvida para: iPhone

PictureShow

Aplicação desenvolvida para: iPhone

Halftone

Aplicação desenvolvida para: iPhone

Wanderlust

Aplicação completa com mobile browser – disponível em http://wanderluststories.com/

Twitter

Aplicação  Twitter para diferentes plataformas.

Relatório PISA sobre leitura digital

3 comentários


Foi ontem apresentado em Paris o relatório PISA (Programme for International Student Assessmen) da OCDE sobre «Alunos on-line», no qual uma das competências avaliadas foi o desempenho dos alunos na leitura digital. Neste âmbito, o estudo abrangeu alunos de 19 países (Portugal não incluído). Os melhores resultados foram alcançados pelos alunos da Coreia, da Nova Zelândia e da Austrália. Macau também participou no estudo e obteve um resultado um pouco inferior à média da OCDE.

À semelhança da leitura tradicional, também na leitura digital os alunos do sexo feminino obtêm melhores resultados que os do sexo masculino.

No capítulo V, o relatório analisa a familiaridade dos alunos com as TIC, numa abordagem que já inclui Portugal. Aí podemos comprovar que cerca de 98% dos estudantes portugueses dispõem de computador em casa, valor que aumentou 41% entre 2000 e 2009. Os portugueses estão acima da média no uso da Internet em casa, mas abaixo da média no seu uso na escola, embora Portugal detenha uma das percentagens mais elevadas de alunos com acesso à Internet na escola.
Apenas 0,4 por cento dos cerca de 6200 alunos portugueses inquiridos pelo PISA indicaram que nunca usaram um computador e Portugal ocupa mesmo o primeiro lugar em percentagem de alunos que afirma poder realizar uma apresentação multimédia, “com som, fotografias e vídeo”, tendo registado uma duplicação deste indicador em relação a 2003, para uma percentagem (acima de 70) que mais do que triplica o valor médio dos países que participam no estudo.

Que quantidade de informação a humanidade criará e armazenará este ano? [infográfico]

Deixe um comentário


Como termo de comparação, 1 zetabyte corresponde a mais de mil milhões de Terabytes.

Via Mashable

E-readers duplicam nos últimos seis meses

1 Comentário


Este é o resultado mais surpreendente do estudo publicado pelo Pew Research Center’s Internet & American Life Project e que contraria a opinião de alguns analistas que previam que a venda de tablets estaria a canibalizar a venda de e-readers.

A verdade é que, desde Novembro do ano passado, a percentagem de norte-americanos adultos que possuía um Kindle, Nook ou outro tipo de e-reader passou de 6% para 12%, ao passo que os possuidores de um tablet apenas cresceu de 5% para 8%.

Contudo, tanto os e-readers como os tablets ficam bastante aquém de outros dispositivos electrónicos, como leitores de MP3 (44%), DVRs (52%), laptops (56 %), desktops (57%), e telemóveis (83%).

Outro dado interessante do estudo do Pew é que apenas 3% da população americana tem em  casa simultaneamente um tablet e um e-reader.

Mapas gratuitos em formato ebook

Deixe um comentário


A EbookMaps disponibiliza gratuitamente cerca de duas centenas de mapas de cidades de todo o mundo, em formato ebook.  Os mapas foram produzidos pelo Open Streetmap Project, e são distribuídos de forma gratuita mediante uma licença CC.

Depois de escolher a cidade pretendida é possível fazer o download do ebook em dois tipos de ficheiro – Mobi (para o e-reader Kindle) e ePub (para a maioria dos e-readers).

Para Portugal, estão disponíveis os mapas das cidades do Porto, Lisboa e Funchal.

3.º Encontro de Bibliotecas Escolares do Algarve

Deixe um comentário


Realiza-se amanhã, na Universidade do Algarve, em Faro, o 3.º Encontro de Bibliotecas Escolares do Algarve , este ano com o tema «Bibliotecas: Marcos de Leituras e Reflexões». Pelas 11h45, apresentarei a comunicação «O fim do livro e o princípio da leitura», a partir da célebre afirmação de J. Derrida de há mais de uma dezena de anos.

Ebook gratuito sobre licenças Creative Commons

Deixe um comentário


A Creative Commons  acaba de lançar The Power of Open, uma colectânea de histórias de criadores que utilizam as licenças CC para divulgarem os seus trabalhos, como a organização noticiosa ProPublica, a empresa cinematográfica Riot Cinema Colective, a editora Pratham Books, a The Open University, a plataforma de música Jamendo ou o designer português Tiago Serra. A versão em papel do livro tem um preço de 21,64 euros, mas a versão em pdf é gratuita, estando disponível em várias línguas, entre as quais  o português.

A Creative Commons começou a fornecer licenças para a partilha aberta de conteúdo há uma década e hoje já são mais de 400 milhões os trabalhos disponíveis na internet com licenças CC, desde música e fotos a trabalhos de investigação e cursos académicos.

Older Entries