Um novo estudo hoje divulgado pelo Digital Book World revela que, para  ler e aprender, as crianças preferem ebooks aos livros em papel. O estudo, conduzido pelo Joan Ganz Cooney Center, também sugere que as crianças que leem ebooks reteem e compreendem o que leem pelos menos tão bem como quando utilizam livros impressos.

Já os enhanced ebooks (ebooks com componentes multimédia) tendem a distrair do conteúdo textual, pois a taxa de retenção na memória é menor.

Este “QuickStudy” (assim designado pela sua curta duração e amostra reduzida) acompanhou 20 famílias americanas com crianças de idades entre os três e os seis anos durante o verão e o outono de 2011.