De acordo com o jornal Brasil Econômico, a gigante norte-americana do e-comerce vai abrir  sua sucursal brasileira no dia 1 de setembro, e conta vender, ainda em 2012,  1,1 milhão de itens (Kindle, CD, DVD, livros e ebooks, videojogos e softwares), e  4,8 milhões em 2013.

O Brasil é visto como um dos mercados mundiais com maior potencial de crescimento no setor da eletrónica e dos ebooks, a par da Índia.

Embora, pelo menos para já, não seja conhecido qualquer plano de expansão da Amazon para Portugal, a abertura da sua primeira loja  em língua portuguesa acabará por ter reflexos também no mercado nacional de ebooks.