O mercado de ebooks representa já cerca de 6% do mercado livreiro no Reino Unido, tendo aumentado 366% em 2011. Este crescimento tem sido acompanhado por um decréscimo das vendas de livros impressos, que atingiu os 7% em 2011 e que continua este ano, com uma diminuição de 12% no primeiro trimestre.

As vendas de ebooks de certa forma ajudaram a compensar este decréscimo, mas em termos globais o mercado de edição teve ainda assim uma diminuição de 2% em 2011 no volume de vendas (o que não é grave, se tivermos em conta que, em  geral, os ebooks são mais baratos e existem muitos títulos gratuitos).

Via The Guardian

Photo credit