O crescimento da leitura digital [infográfico]

Deixe um comentário


The Rise of eReading: Are Books Going to Become an Endangered Species?
Courtesy of: Schools.com

Nintendo 3DS vai ter aplicação para leitura de ebooks

Deixe um comentário


Confirmam-se os rumores que davam como certo a possibilidade de a consola de jogos portátil Nintendo 3DS funcionar como e-reader. De acordo com a publicação japonesa Nikkei, a Nintendo vai lançar no dia 20 de outubro a aplicação Bookstore Anywhere , que permite acesso a uma loja de ebooks para a 3DS. Por enquanto, a aplicação apenas estará disponível no Japão e com uma coleção de 100 ebooks mangá (banda desenhada japonesa), mas existe a intenção de alargar a oferta a outro tipo de ebooks.

A DS já permite a leitura de ebooks desde 2008, quando foi lançada a 100 Classic Book Collection, mas a aplicação Bookstore Anywhere é um importante passo em frente, com acesso permanente a uma  loja de ebooks e a possibilidade de vir a receber conteúdos gratuitos via Wi-Fi.

Via Siliconera

Imagem: Minhimalism via photopin cc

Barnes & Noble lança novos tablets de baixo custo

Deixe um comentário


O segmento de tablets de baixo custo parece tornar-se cada vez mais apetecível para as empresas tecnológicas. Depois de a  Amazon anunciar os seus novos Kindle Fire, a Barnes & Noble responde com dois modelos do  tablet Nook, um de 7 e outro 9 polegadas.

O Nook HD é o modelo mais pequeno, com um ecrã de 1440 x 900 pixels,  1GB de RAM, 8GB/16GB de memória interna e leitor de cartões Micro-SD. Vem equipado com o processador Dual-Core OMAP 4470 da Texas Instruments a 1.3Ghz. O modelo de 8GB custa $200 e a versão de 16GB, $230.

O Nook HD+ tem um ecrã um pouco maior (9 polegadas com 1920 x 1080 pixels), processador de 1,6 Ghz e preços  de $270 para a versão de 16GB e $300$ para a versão de 32GB.

O sistema operativo deverá ser uma versão alterada do Android 4.0 ICS com acesso direto à Nook Store ( loja online da Barnes & Noble). Ambos os dispositivos têm uma autonomia de cerca de 10h.

Embora só comecem a ser entregues a partir de 1 de novembro, ambos os modelos podem já ser pré-encomendados no site da Nook.

Califórnia vai ter manuais escolares universitários ‘open source’

Deixe um comentário


O Senado do estado da Califórnia (EUA) aprovou em finais de agosto os projetos de lei SB 1052 e SB 1053 que visam dotar as universidades californianas de manuais escolares universitários em formato digital, distribuídos gratuitamente com uma licença Creative Commons.

Os ebooks centrar-se-ão em 50 cursos universitários e deverão estar disponíveis em 2013. O projeto de lei 1052 determina a criação do Conselho de Recursos de Educação Aberta da Califórnia (California Open Education Resources Council), que selecionará e desenvolverá os recursos digitais, enquanto com projeto de lei 1053 se procede à criação da Biblioteca Digital da Califórnia de Código Aberto (California Digital Open Source Library), que assegurará o armazenamento e distribuição dos conteúdos criados.

Via About.com
Imagem: Flickr

Kobo Touch by FNAC – o e-reader com que a Fnac quer revolucionar o mercado de ebooks em Portugal

1 Comentário


A Fnac apresentou ontem a sua ligação à Kobo, no âmbito da qual, além da venda de ebooks, passa a comercializar nas suas lojas o e-reader da multinacional canadiana, o bem conhecido Kobo Touch.

Mais leve que um pequeno livro de bolso (185 gramas de peso), o e-reader da Kobo apresenta um ecrã táctil de elevado contraste de 6 polegadas, suficientemente pequeno para caber no bolso.

Com uma autonomia até um mês e capacidade de armazenamento de mais de mil eBooks (2GB, expansível até 32 GB por microSD), o Kobo Touch by FNAC está disponível em quatro cores: preto, branco, prateado e lilás e a um preço de 119,9 € (99,90 € para detentores do cartão FNAC). Dispõe de wi-fi para acesso à loja on-line da FNAC e lê formatos ePub, PDF, JPEG, PNG, GIF, TIFF, TXT, HTML, RTF, CBZ e CBR.

Quanto à personalização da leitura, além da opção entre 7 tipos de letra e 24 tamanhos, é também possível alterar os espaços entre linhas, margens e justificação do texto. Inclui dicionário, mas, por enquanto, ainda não está disponível a língua portuguesa.

A função touch responde com eficácia e a mudança de página é bastante rápida para o padrão e-ink.

Disponibiliza ainda algumas funções sociais, como Kobo Picks (recomendações personalizadas baseadas nas preferências de leitura) e a possibilidade de  associar a conta de Facebook para partilhar com os amigos as passagens preferidas.

Com uma excelente relação preço/qualidade, o Kobo Touch, associado à livraria online, reúne as condições para uma verdadeira generalização da leitura digital em Portugal, desde que acompanhado por uma estratégia marketing adequada e uma aposta em soluções inovadoras na oferta de conteúdos.

Fnac aposta forte no mercado de ebooks em Portugal

Deixe um comentário


Foi apresentada hoje à tarde, em conferência de imprensa na loja FNAC do centro comercial Colombo, em Lisboa, a parceria entre a FNAC Portugal e a multinacional canadiana Kobo.

Como prevíramos, desta parceria resulta a entrada da FNAC Portugal no mercado de ebooks, com um catálogo com mais de 3 milhões de títulos (sendo que, nesta fase inicial, estarão disponíveis mais de 5000 ebooks em língua portuguesa) e a comercialização do e-reader Kobo Touch.

Na conferência conjunta de apresentação desta parceria entre a FNAC Portugal e a Kobo, que contou com a presença de Cláudia Almeida e Silva, Diretora-Geral da FNAC Portugal, e de Michael Tamblyn, EVP Content, Sales & Merchandising da Kobo,  foi deixada a garantia de que o número de livros disponibilizados em língua portuguesa aumentará progressivamente durante o próximo ano, desenvolvendo o potencial do mercado do livro digital em Portugal e em língua portuguesa.

Fundada em 2009, a Kobo está presente em cem países,  facturando mais de 15 mil milhões de dólares e contando com mais de 50 milhões de clientes em todo o mundo.

A relação entre o Grupo FNAC e a Kobo iniciou-se com a FNAC em França, em novembro de 2011, e os resultados não se fizeram esperar: as vendas de eBooks triplicaram este ano. Portugal é o segundo país da Europa em que a FNAC e a Kobo se unem com o intuito de promoverem o mercado do livro eletrónico.
«Aproveitando o sucesso que temos tido desde que iniciámos a nossa parceria com a FNAC França, tomámos a decisão de entrar no mercado português. Sabemos que o nosso know-how, combinado com o facto de a FNAC ser uma marca de preferência dos portugueses, vai transformar a experiência de eReading em Portugal. Estou convencido de que estamos perante uma fórmulavotada ao sucesso», afirmou Michael Serbinis, CEO da Kobo.

As pessoas visitam a FNAC com o objetivo de encontrarem produtos inovadores que simplifiquem o seu dia-a-dia. A partir de agora, e graças a esta parceria, os nossos clientes poderão beneficiar de uma experiência de leitura diferente», explicou Cláudia Almeida e Silva, diretora-geral da FNAC Portugal, confiante no sucesso desta parceria no mercado português.

Para além do catálogo de ebooks disponível em http://www.kobobooks.pt a FNAC disponibiliza ainda, a partir de hoje, nas suas lojas e no site fnac.pt, o Kobo Touch by FNAC, com um preço de 119,90€ (99,90€ para detentores do cartão FNAC).

VI Conferência Internacional do Plano Nacional de Leitura

Deixe um comentário


Nos dias 2 e 3 de outubro vai realizar-se, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a VI Conferência Internacional do Plano Nacional de Leitura, que se vai realizar na , nos dias 2 e 3 de outubro. O programa não inclui qualquer referência à leitura digital ou aos novos suportes do livro.

Ebooks e Bibliotecas em discussão no 11.º Congresso BAD

Deixe um comentário


A Associação Portuguesa Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD) vai realizar, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, nos dias 18, 19 e 20 de outubro, o seu 11.º Congresso. No segundo dia do Congresso irá discutir-se o papel dos ebooks no contexto atual das bibliotecas, num painel intitulado «Isto não é um livro – Reflexões sobre ebooks e bibliotecas», onde estarei presente juntamente com Bruno Duarte Eiras e Miguel Mimoso Correia, entre outros convidados. Ainda nesse dia, destaque para a conferência de Alberto Manguel, «Reading and libraries».

Programa provisório

Inscrições

Fnac estabelece parceria com a Kobo

1 Comentário


A Fnac estabeleceu uma parceria com a Kobo, uma das maiores lojas mundiais de ebooks, que promete «mudar a maneira como se lê em Portugal». A parceria entre as duas empresas será apresentada na próxima segunda-feira, 24 de Setembro, pelas 15h, em conferência de imprensa na FNAC Colombo, com a presença de Cláudia Almeida e Silva, Diretora-Geral da FNAC Portugal, e Wayne White, Executive Vice President & General Manager at Kobo Inc. De acordo com o texto do convite para a conferência da imprensa, serão apresentadas novidades que «vão revolucionar o mercado do livro digital em Portugal na rentrée literária de Setembro». O convite pouco adianta das sobre as novidades a anunciar, mas deverão passar pela disponibilização de ebooks em português, via Kobo, na rede Fnac, provavelmente associada à comercialização de dispositivos de leitura.

A Kobo será assim a primeira multinacional do ebook a instalar-se em Portugal, por via desta parceria com a Fnac e da sua vasta rede de livrarias nacionais, adiantando-se a gigantes como a Amazon. Além de ebooks, a Kobo também comercializa e-readers  e um tablet.

Biblioteca Nacional de Portugal apresenta serviço de “digitalização a pedido”

Deixe um comentário


A Biblioteca Nacional anunciou hoje a sua adesão ao EOD – eBooks on Demand, um serviço de digitalização a pedido de livros completos que estão no domínio público.

A EOD é uma rede europeia de digitalização de obras de domínio público, lançada  em outubro de 2006, no âmbito do Projeto “Digitisation on Demand”, cofinanciado  pelo programa europeu eTEN, de apoio às redes transeuropeias de telecomunicações.

«Os utilizadores podem, a partir de qualquer parte do mundo, encomendar um livro eletrónico através dos catálogos das bibliotecas da rede EOD; as bibliotecas recebem o pedido e digitalizam a obra pretendida, enviando-a ao utilizador em formato Pdf. O livro digitalizado é posteriormente integrado nos repositórios digitais de cada biblioteca participante, ficando disponível na Internet.»

Via BNP

.

Older Entries