Leituras em Rede em Bragança

Deixe um comentário


bragancaRealiza-se nos dias 8 e 9 de março, no Auditório Paulo Quintela, o I Encontro da Rede de Bibliotecas Escolares de Bragança, sob o tema “Leituras em Rede: inovação, acesso e inclusão social”.

O encontro, que conta com a presença de vários especialistas nacionais e internacionais da área do livro e da leitura, está creditado pelo CCPFC com 0,6 créditos.

As inscrições decorrem até ao dia 5 de março.

No dia 9 à tarde apresentarei a conferência «Narrativas transmédia e formação de leitores», onde se discutirá o conceito de leitura resultante do impacto das novas tecnologias no mundo da palavra escrita, a emergência de novos tipos de literacia que privilegiam a capacidade de ler diferentes tipos de média e de aceder, interpretar e avaliar a abundante informação que é oferecida através de diversos suportes, e os desafios que as narrativas transmédia representam para a escolas  e mediadores de leitura.

O digital vai salvar o livro?

Deixe um comentário


ebooksO título deste post surge a propósito da notícia do jornal Público de hoje, que reproduz  uma declaração de Edgar Berger, executivo da Sony Music Entertainment, feita terça-feira, dia em que a International Federation of the Phonographic Industry (IFPI) anunciou que as vendas globais de música registaram a primeira subida desde 1999, data em que nasceu a plataforma de partilha de música Napster: «O digital está a salvar a música».

Apesar das diferenças que separam o  mundo da música do da edição de livros, acredito que este exemplo da indústria musical  poderá ser uma oportunidade para os profissionais da edição repensarem o seu modelo de negócio como tendo mais a ganhar do que a perder com a aposta no digital.

Em Portugal, apesar dos passos já dados, ainda falta percorrer um longo caminho. Há várias editoras (e algumas com catálogos vastíssimos) sem um único título digital, e mesmo as que já oferecem ebooks, limitam-nos às novas edições, ignorando livros de há dois ou três anos. Como exemplo, de uma lista de 30 títulos que me foi solicitada na semana passada, nem um único se encontra em formato ebook…

 

 

“Financial Times” tem mais assinantes digitais que leitores em papel

Deixe um comentário


ftA transição para o digital, ainda lenta no formato livro, acelera nas publicações periódicas.

Em 2012, pela primeira vez, o Financial Times registou mais subscritores da sua versão online do que número de exemplares impressos.

Outro dado interessante é que 15% dos assinantes da versão online acedem já através de dispositivos móveis.

Via El Mundo

Foto: FT

Tablets em destaque no Mobile World Congress

Deixe um comentário


wmc

O Mobile World Congress, que se iniciou hoje em Barcelona, tem como principais estrelas as novas propostas de tablets dos principais fabricantes mundiais.

A Samsung anunciou, como já se esperava, o seu  novo Galaxy Note, um pequeno mas poderoso tablet de 8 polegadas (resolução de 1280×800, processador quad-core Samsung Exynos de 1.6GHz, 2GB de RAM), para competir com iPad mini.

A  Sony, por seu lado,  deu a conhecer o Xperia Tablet Z, com ecrã de 10 polegadas e apenas apenas 6,5 milímetros de espessura, anunciado como o tablet mais fino do mundo.

Durante os quatro dias do congresso são esperadas mais novidades neste segmento do mobile.

Enciclopédia: de Diderot à Wikipédia (… e mais além)

Deixe um comentário


enciclopediaApresentação usada na Aula Aberta «Livros que Fizeram História», na Escola Secundária Leal da Câmara (para cerca de 100 alunos de 10.º, 11.º e 12.º anos), no âmbito da exposição com o mesmo título.

Temas: A importância da Enciclopédia de Diderot e D’Alembert, o triunfo conceptual, a transição do papel para o digital, a emergência da web 2.0 e as potencialidades da web semântica.

 

Ebook gratuito: O Ambiente nas nossas mãos: 20 ideias, muitos gestos!

Deixe um comentário


ebookcapaDecorreu hoje, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Lisboa (CML), o lançamento oficial do livro O Ambiente nas nossas mãos: 20 ideias, muitos gestos! Editado pela CML e Lisboa E-Nova, e ilustrado por  Maria Freitas Sacramento, o livro, cujo formato em papel será distribuído gratuitamente a todas as escolas de Lisboa, é um «indutor pedagógico de cariz ambiental, tendo como quadro de referência o contexto urbano, as temáticas ambientais, energéticas e os valores de uma cidadania activa… Pretende incentivar os mais jovens a descobrir Lisboa, a conhecer a sua biodiversidade, a desenvolver o interesse pela participação na vida colectiva, elementos indissociáveis de uma educação para a sustentabilidade.»

A apresentação do livro esteve a cargo de Maria Santos, administradora da Lisboa E-nova, e contou ainda com intervenções dos vereadores José Sá Fernandes e Manuel Brito.

Foi também apresentado o formato ebook, uma cuidada aplicação interativa da empresa portuguesa  Biodroid entertainment, disponível para PC e MACOX, e em breve para Android e IOS. Está também disponível em pdf.

Ebooks em códigos QR

Deixe um comentário


qrO wonder-tonic.com descobriu uma forma original de disponibilizar de ebooks: mediante códigos 2D, os chamados códigos QR.  O catálogo inclui grandes clássicos da literatura, com Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll, As Aventuras of Huckleberry Finn de Mark Twain, A Divina Comédia de  Dante, Moby Dick de Herman Melville, e Guerra e Paz de Leo Tolstoy, entre outros. Cada obra foi dividida em excertos e cada excerto convertido num código QR, que pode ser lido pela câmara de um tablet e smarphone mdiante uma app de leitura de códigos de barras. Aqui fica um exemplo do início de Alice no País das Maravilhas:alice

Via A. Villa, FB

Older Entries