amordesalvacaoMenos conhecido que o seu quase homónimo Amor de Perdição, este romance de Camilo Castelo Branco foi publicado em 1864 e, nas palavras do autor «Para o amor maldito, duzentas páginas; para o amor de salvação as poucas restantes do livro. Volume que descrevesse um amor de bem-aventuranças terrenas seria uma fábula».

Digitalização da Biblioteca Nacional de Portugal a partir da primeira edição de 1864,  num pdf de 268 pp.

Uma leitura recomendada para o dia de hoje…