Não são conhecidos números sobre a venda de ebooks em Portugal, mas se há algo que podemos facilmente comprovar é a escassez da oferta e a ausência de politicas consistentes de promoção do mercado digital por parte das editoras (veja-se o exemplo recente da Feira do Livro de Lisboa).

ebooks

Sobre a oferta, uma pesquisa numa das mais conhecidas lojas online dá-nos resultados bem esclarecedores. Para a categoria Romance, por exemplo,  em formato papel existem mais de 12 mil títulos disponíveis. Se opção for ebooks, na mesma categoria e língua, a oferta pouco excede os 700 exemplares, isto é, pouco mais de 5% do total em papel. Noutras categorias (por exemplo, ciências), os resultados são ainda mais desoladores.

Se os editores se queixam de que o mercado de ebooks em Portugal é ainda residual, a verdade é que sem oferta não há mercado, e algumas das principais vantagens do texto digital – acessibilidade e disponibilidade – estão longe de o ser em território nacional.