ac

Uma coletânea de poemas de Álvaro de Campos, um dos heterónimos de Fernando Pessoa.

Título: Poesia de Álvaro de Campos

Autor: Fernando Pessoa

Editor: Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro

Formato: epub

«Sentir tudo de todas as maneiras,

Ter todas as opiniões,

Ser sincero contradizendo-se a cada minuto,

Desagradar a si-próprio pela plena liberalidade de espírito,

E amar as coisas como Deus.

Eu, que sou mais irmão de uma árvore que de um operário,

Eu, que sinto mais a dor suposta do mar ao bater na praia

Que a dor real das crianças em quem batem

(Ah, como isto deve ser falso, pobres crianças em quem batem —

E porque é que as minhas sensações se revezam tão depressa?)

(…)»

In A Passagem das Horas