fotografiaFoi hoje apresentado na Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) o estudo sobre Leitura Digital realizado pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) e encomendado pela FCG.

Este estudo, que se iniciou em 2011, faz parte de um estudo mais vasto que incluiu 16 países do mundo (Inglaterra, Brasil, Espanha, Alemanha, França, Índia, Canadá, China, África do Sul, Rússia, EUA, Itália, Turquia, México, Austrália e Portugal.)
Relativamente a Portugal, os resultados são os que já se esperavam: a leitura digital ainda é muito incipiente: apenas 10% dos inquiridos portugueses disseram ter lido mais de oito livros em formato digital ao longo do último ano, quando a amostra global do inquérito se situou nos 30%.
A nível internacional, o dado mais surpreendente é o facto de em países como o Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul haver mais leitores que já leram um livro em formato digital (79%) do que na Europa (43%) ou nos Estados Unidos (56%). Na China, essa percentagem é de 88%.
Mais informações, aqui, aqui e aqui .