small__4821131678Um dos derradeiros argumentos para os indefetíveis dos livros em papel – o cheiro – poderá ter os dias contados. David Edwards, professor de engenharia biomédica na universidade norte-americana de Harvard, anunciou a criação de um aparelho – o oPhone – que permite gerar sinais aromáticos complexos, numa rápida sucessão de pequenas emissões de vapores, da mesma forma que um telefone transmite informações de áudio.
Os utilizadores de iPhone vão ter disponível uma aplicação gratuita, chamada oSnap, que pode ser descarregada nos telemóveis a partir de 17 de junho, disponibilizando 32 aromas originais. O utilizador pode combinar entre um e oito odores para criar o seu próprio aroma, sendo possíveis 300 mil combinações.
Nada obsta pois a que os leitores possam ler o seu ebook com a fragância que apreciam no papel.

Via Diário de Notícias
photo credit: Ertugrul Balikcioglu via photopin cc