fire-phoneComo se esperava, a Amazon apresentou hoje o seu smartphone, que batizou de Fire Phone. Com um processador de quatro núcleos com velocidade de 2,2Ghz, dois gigabytes de memória RAM e uma câmara traseira de 13 megapixels, o smartphone da Amazzon não impressionou os principais analistas, que o caracterizam sobretudo como um aparelho vocacionado para o consumo dos conteúdos digitais da Amazon (por exemplo, é possível criar um atalho para um livro ou revista no ecrã do telemóvel, como se fosse uma aplicação).

Entre as principais novidades, o ecrã com capacidade de apresentar imagens em 3D e o Firefly, uma funcionalidade que permite reconhecer músicas que se esteja a ouvir noutro aparelho e também usar a câmara para identificar a capa de um livro ou o cartaz de um filme e e aceder imediatamente à loja onde é possível comprar os produtos identificados.

O smartphone vai começar a ser vendido nos Estados Unidos a partir de 25 de julho em duas versões: 32 GB (US$ 199) e 64 GB (US$ 299). Em ambos os casos, o consumidor tem de assinar um contrato de dois anos com a operadora norte-americana AT&T.