medium_8433257547O conteúdo e a publicidade nas edições para tablet dos jornais são processados pelos leitores de forma semelhante à experiência de leitura em papel. Esta foi uma das conclusões de um estudo de neurociências independente encomendado pela News UK Commercial e pelas consultoras Neuro Insight e Decode Implicit Marketing, que descobriu que o conteúdo e a publicidade impressos e em tablet têm os mesmos níveis de engajamento e de memorização.
O estudo centrou-se na análise de ambas as edições (impressa e digital) do jornal britânico The Times (circulação de quase 396 mil cópias na versão impressa e 143 mil assinantes na sua edição para tablet) e concluiu que, embora o acesso do público à informação ocorra de uma forma ligeiramente diferente em cada um dos formatos (o tablet proporciona uma atenção visual mais imediata, por exemplo), a forma como o cérebro processa a informação é a mesma: o leitor experimenta o mesmo grau de codificação da memória (capacidade de armazenar e recuperar informações) em ambos os meios.

 photo credit: dianecordell via photopin cc