Coleção Digital sobre China e Macau

Deixe o seu comentário


chinemacaoA Biblioteca Digital Fundação Jorge Álvares apresentou na semana passada uma nova coleção, intitulada “Civilização e Cultura – China e Macau“.

A coleção está dividida em 10 livros: “A Civilização do Rio Amarelo”; “Escolas filosóficas chinesas”; “As Viagens de Marco Polo”; “Os portugueses em Macau”; “As primeiras instituições de Macau”; “O Comércio Europeu na China e na Ásia do Sudoeste”; “Macau na época da guerra do ópio”; “O fascínio dos europeus pela China no final Século XIX”; “Macau no século XX”; “Cronologia”.

União Europeia a caminho do mercado único digital

Deixe o seu comentário


320px-EU_flagsA Comissão Europeia apresentou na semana passada a sua estratégia para a criação de um Mercado Único Digital, que tem como principal objetivo uma uniformização da legislação dos 28 mercados europeus de modo a, tirando partido de plataformas eletrónicas, fazer crescer a economia europeia e concorrer com o mercado norte-americano.
A estratégia assenta em três pilares:
1- Melhor acesso dos consumidores e empresas a bens e serviços digitais em toda a Europa;
2- Criação de condições adequadas e de condições de concorrência equitativas para o desenvolvimento de redes digitais e de serviços inovadores;
3- Otimização do potencial de crescimento da economia digital.
Estes três pilares são depois operacionalizados em 16 medidas, entre as quais se preconiza o fim dos bloqueios geográficos, a remodelação da legislação sobre direitos de autor, a computação em nuvem europeia, diversas medidas de incentivo ao comércio eletrónico transfronteiriço e um plano de ação para a administração pública em linha, estabelecendo uma ligação e partilha de dados entre as diferentes administrações públicas nacionais.

Preve-se que estas medidas sejam aplicadas até ao final de 2016.

Imagem: wikimedia

Tudo muda com o iPad?

Deixe o seu comentário


ipadA Apple lançou recentemente uma nova campanha publicitária sobre o iPad, procurando decerto contrariar o abrandamento que nos últimos tempos tem registado nas vendas do seu tablet. A campanha tem como mote «Everything changes with iPad» (tudo muda com o iPad) e foca-se na diversidade de utilizações que o tablet oferece, desde a aprendizagem às viagens, passando pelos pequenos negócios e a culinária.

A verdade é que os tablets – conceito introduzido pelo iPad – transformaram significativamente a forma de utilizador aceder e produzir informação para a rede, podendo dizer-se que tiveram um impacto semelhante aos dos PC nos anos 80 do século passado. E o abrandamento das vendas do iPad ficará a dever-se, não a um esgotamento do conceito, mas ao aparecimento de outras marcas de qualidade no mercado de tablets e sobretudo ao facto de, a partir do iPad 2, as novidades dos novos modelos lançados não serem muito significativas.

App Dropbox para iOS vai permitir edição de documentos word

Deixe o seu comentário


DropboxA Dropbox atualizou hoje a sua app para dispositivos iOS (iPhone e iPad) e entre as novidades da nova versão existe a possibilidade de comentar diretamente os ficheiros armazenados na nuvem Dropbox e adicionar outros utilizadores à «conversa».

A Dropbox anunciou ainda que em breves semanas vai ser possível editar na própria aplicação documentos do Microsoft Word. Este é mais um fruto da parceria estabelecida entre a Dropbox e a Microsoft nos finais do ano passado, pelo que é possível que nos próximos tempos o popular serviço de armazenamento de ficheiros na nuvem aumente a sua integração com documentos do Office da Microsoft.

Bibliotrónica Portuguesa

Deixe o seu comentário


Image1 A internet em português ganhou recentemente mais um sítio onde é possível encontrar centenas de ebooks de acesso livre e gratuito. Trata-se da Bibliotrónica Portuguesa, um site que dá acesso gratuito a ebooks em português europeu, tanto reedições de livros anteriormente publicados em papel mas que são já de difícil acesso como originais inéditos e ebooks disponíveis noutros sites, através de um bastante exaustivo índice. Nas reedições, encontram-se algumas raridades bibliográficas, como obras de Ana Castro Osório e Raul Brandão. O site é da responsabilidade de alunos da disciplina de Edição de Textos, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, aceitando também voluntários com experiência em edição de texto.

De quantas páginas precisamos para imprimir a Internet?

Deixe o seu comentário


5530488320_b14bb6d3f7_zGeorge Harwood e Evangeline Walker, alunos da Universidade de Leicester em Inglaterra, fizeram uma estimativa de quantas páginas tamanho A4 seriam necessárias para imprimir a Internet, e o número a que chegaram são umas impressionantes 136 mil milhões de páginas, que empilhadas formariam uma torre com cerca de 13 km de altura.

Para obterem este número, os dois alunos começaram por calcular quantas páginas seriam necessárias para imprimir toda a versão em inglês da Wikipédia (mais de 70 milhões páginas) e em seguida extrapolaram esse número para incluir os cerca de 4500 milhões sites da internet.

George Harwood e Evangeline Walker estimaram ainda que o papel necessário para imprimir toda a internet implicaria o abate de 16 milhões de árvores…

Via Business Insider

Imagem: Dan Taylr

Kobo Aura vs Kobo Glo HD

Deixe o seu comentário


O Goodereader põe frente a frente dois dos modelos de e-reader da Kobo, numa análise detalhada em vídeo:

Older Entries

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.296 outros seguidores