Ficção interativa aproxima livros dos videojogos

Deixe o seu comentário


MWBN_ep1_Cover_1400.225x225-75A Freedfiction é uma startup de Oxfordshire que publica literatura interativa, partindo de uma ideia de fusão entre o livro e o videojogo. As suas histórias interativas – dirigidas sobretudo ao público adulto – são construídas a partir das decisões do leitor, que é simultanemanete o protagonista da história. Não se trata apenas de decidir o rumo da narrativa: a componente interativa e o modo crossover faz com que avançar na história dependa de saber jogar com as diferentes opções propostas.

Uma dos títulos disponíveis no catálogo da Freedfiction é MetaWars: Blood Nexus, cujo primeiro episódio pode ser descarregado gratuitamente (para iOS) na loja iBooks.

Esta tendência aproxima cada vez mais a experiência de leitura do universo dos videojogos, à medida que estes apostam também progressivamente em formatos RPG (role-playing games).

Via Comunicación Cultural

Rooster – App de leitura para quem não tem tempo para ler

1 Comentário


roosterappRooster é um serviço de ebooks por assinatura que tem a particularidade de pegar em grandes romances – clássicos da literatura ou títulos contemporâneos – e dividi-los em pequenas partes que depois envia os utilizadores do serviço.

A entrega dessas pequenas partes pode ser agendada, e os subscritores apenas receberão o conteúdo quando têm tem para ler, num pequeno intervalo do trabalho, no transporte público, antes de dormir.

Por 5 dólares por mês, o utilizador tem direito a 2 ebooks por mês.

Quase um terço dos ingleses já lê ebooks

Deixe o seu comentário


inqUm inquérito sobre hábitos de leitura realizado em Inglaterra pelo DJS Research for Booktrust [PDF] revela que 29% dos britânicos já adoptou os ebooks e 11% leem-nos mesmo diariamente.

O inquérito revela outros dados interessantes, como a persistência da clivagem económico/social em termos de hábitos de leitura e a importância da família na criação desse hábito. Demonstra também que um crescente número de inquiridos (45%) afirma preferir ver televisão e filmes do que ler.

Via The Guardian

 

Aplicação de leitura do Facebook pode ter de mudar de nome

Deixe o seu comentário


small__6305470569A Paper, aplicação para leitura de notícias que o Facebook anunciou na semana passada, afinal poderá ter de mudar de nome. Paper é também o nome de uma app para iPad, produzida pela FiftyThree, cujo responsável revelou hoje já ter solictidado ao Facebook que deixasse de usar o nome da sua marca.

O Faceboook recusou-se a comentar, mas o mais provável é já ter começado a procurar um novo nome para a sua nova aplicação.
photo credit: woodleywonderworks via photopin cc

Facebook lança aplicação de leitura

Deixe o seu comentário


paperO Facebook vai lançar, na próxima segunda-feira, uma aplicação para dispositivos móveis que permite a leitura de notícias e partilha na sua rede social.

Por enquanto, a aplicação apenas estará disponível nos Estados Unidos e para smartphones iPhone.

Intitulada Paper, a aplicação tem um funcionamento  semelhante ao do Flipboard, como se pode ver pelo seguinte vídeo:

 

Que tipo de leitor é você? [infográfico]

Deixe o seu comentário


Which Book Reader Species Are You?

Explore more infographics like this one on the web’s largest information design community – Visually.

 

Dois terços das crianças são leitores digitais

Deixe o seu comentário


frequency-of-e-readingDe acordo com o o estudo «The Kids + E-Reading Trends 2012 to 2013» (realizado pela  PlayCollective e Digital Book World), 67% das crianças norte-americanas menores de 13 anos são leitores de ebooks, o que representa um crescimento de 54%,  relativamente a um estudo similar do ano anterior.

Mais informações aqui.

Quatro factos reveladores acerca da leitura em ecrã [infográfico]

Deixe o seu comentário


How Learners Read On Screen
Please include attribution to shiftelearning.com with this graphic.

Os livros mais populares de sempre [infográfico]

1 Comentário


The Most Popular Books of All Time

Explore more infographics like this one on the web’s largest information design community – Visually.

Na Europa, já é possivel ler ebooks durante a descolagem e aterragem de aviões

Deixe o seu comentário


aviaoSeguindo o exemplo da sua homóloga norte-americana (que tomou uma decisão semelhante no final do mês passado), a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) aprovou ontem o uso de dispositivos eletrónicos durante a descolagem e aterragem de aviões, desde que os mesmos permaneçam em “modo de voo” (que impede a ligação à internet e receber e realizar chamadas).

Esta autorização entra em vigor no final do mês e apenas se aplica a tablets, smartphones e e-readers, excluindo dispositivos de maior tamanho, como computadores portáteis.

Imagem: Flickr

Entradas anteriores

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.912 outros seguidores