Ebooks autopublicados dominam listas de bestsellers

Deixe um comentário


selpub

Os autores autopublicados continuam em grande no mercado norte-americano de ebooks. Depois das Big Five (as cinco maiores editoras), a autopublicação é quem mais ebooks vende, confirmando uma tendência dos últimos anos.

Em 2013, os ebooks autopublicados representaram, em média, 27% do top 100 semanal da Amazon.

Via GoodEreader

Leya apresenta plataforma de autopublicação

Deixe um comentário


escrytos

A Leya apresentou hoje o seu serviço de autopublicação, que permite a qualquer utilizador tornar-se autor de ebooks. O serviço, designado Escrytos, é totalmente gratuito e permite de forma fácil publicar um ebook e distribuí-lo pelas maiores livrarias mundiais de ebooks, como como a LeyaOnline, Amazon, Apple Store, Barnes & Noble, Fnac.pt, Gato Sabido, Google, IBA, Kobo, Livraria Cultura, Submarino, Wook.

O autor pode ainda requerer alguns serviços adicionais (pagos), como um parecer editorial, serviços de editing (levantamento de imprecisões e erros de forma e conteúdo – incorreções linguísticas, incongruências, anacronismos, situações de inverosimilhança na intriga, organização deficiente, falta de densidade das personagens, etc) ou uma revisão do texto no domínio da ortografia e da sintaxe.

Aqui fica o vídeo de apresentação do Escrytos:

Byeink: crie, edite e publique os seus próprios ebooks

Deixe um comentário


Com alguma regularidade, surgem na web soluções que permitem aos autores com dificuldade em entrar no circuito tradicional da edição publicarem os seus próprios ebooks. Um dos mais recentes é o Byeink (adeus tinta), por enquanto apenas disponível em beta fechado, sendo necessário solicitar um convite.

O processo de criação do ebook é bastante simples, pois é tudo feito online, sem necessidade de instalar software ou uma aplicação. Além de texto, é possível adicionar imagens e mesmo vídeo e áudio. Os formatos de saída disponíveis são o ePub e o mobi da Amazon

Uma das novidades do serviço é o chamado pagamento social (possibilidade de disp0nibilizar um capítulo do livro ou a sua totalidade a troco de um tuíte ou uma partilha no Facebook, garantindo a publicidade ao livro e visibilidade ao autor). Estarão também disponíveis pagamento por PayPal.

O serviço tem duas modalidades de adesão, uma gratuita e outra premium, sendo que optando pela última o autor tem a possibilidade de ficar com 100% do valor da venda do ebook, percentagem reduzida a 70% na versão grátis.

Escritor autopublicado vende mais de um milhão de ebooks

Deixe um comentário


A possibilidade de autopublicação é reconhecidamente uma das vantagens  dos ebooks em relação ao formato impresso, sobretudo para os autores que têm dificuldades de acesso aos circuitos formais de edição. Contudo, o sucesso nas vendas  nas modalidades de auto-edição não é fácil de alcançar, apesar das cada vez mais frequentes excepções.

E uma dessas extraordinárias excepções é a do americano John Locke, que se tornou o primeiro escritor autopublicado a vender mais de um milhão de ebooks na loja  Kindle da Amazon, segundo noticia hoje a BBC.  Locke tornou-se o oitavo autor a atingir essa marca, juntando-se a nomes como  Stieg Larsson, James Patterson e Nora Roberts.

O último ebook de John Locke é precisamente How I Sold 1 Million eBooks in 5 Months! (como eu consegui vender 1 milhão de ebooks em 5 meses!), mas antes desse assinou best-sellers como Vegas Moon e Don’t Poke the Bear!

Dos 100 livros mais vendidos para Kindle, mais de um quarto são autopublicação

Deixe um comentário


É um dado revelador das mudanças que se estão a verificar no mundo da edição fruto da eclosão dos ebooks: no top 100 dos livros mais vendidos para o e-reader Kindle da Amazon, 28 são resultado de autopublicação e 11 fazem parte do top 50. Normalmente trata-se de exemplares de baixo custo (todos com um preço inferior a 3,99 dólares e 18 têm o preço mais baixo possível: 0,99 dólares) e o mais bem classificado surge em quarto lugar: Vegas Moon de John Locke.

Via Password Incorrect