Ebooks nas bibliotecas públicas de Espanha a partir de 2014

Deixe um comentário


ebooks&bibliotecas

O jornal El País dava ontem destaque à iniciativa do governo espanhol de avançar para o empréstimo de ebooks em todas as 5 mil bibliotecas públicas de Espanha já a partir do próximo ano. O principal objetivo deste projeto é fomentar a leitura digital legal em colaboração com a Federação de Grémios de Editores de Espanha e pretende disponibilizar às bibliotecas públicas uma plataforma de empréstimo de ebooks com um catálogo de cerca de 1500 títulos distribuídos por oito categorias.

Em Portugal, o digital continua ausente das políticas públicas (e privadas) sobre o livro e a leitura, isto apesar de há meio ano ter sido aprovada a Agenda Digital e do sucesso comprovado de iniciativas de e-empréstimo que nos chega de além-fronteiras (é claro que o incompreensível empréstimo pago praticado pela Biblioteca Nacional de Portugal não faz parte desta equação).

 

Espanha avança para o empréstimo de ebooks em bibliotecas públicas

Deixe um comentário


small__5682457062Uma excelente notícia que nos chega do outro lado da fronteira. O Governo espanhol lançou um concurso público para a aquisição de licenças de utilização de ebooks para empréstimo em bibliotecas públicas, bem como o sistema informático de gestão de empréstimos.

Pretende-se a aquisição de 200 mil licenças de 1390 ebooks (em epub ou pdf) e 50 audiobooks (mp3), num orçamento máximo de 1 640 000 euros. A aplicação informática terá um custo máximo de 424 000 euros. O modelo adotado é o da subscrição, pelo que as bibliotecas terão os títulos disponíveis durante um período mínimo de 12 meses.

De acordo com os termos do concurso, os 1390 títulos os adquirir deverão ser assim distribuídos: 700 de ficção (500 para público adulto e 200 para público juvenil), 250 sobre saúde, desenvolvimento pessoal, desporto e informática,  50 de ciência e tecnologia, 100 de ciências sociais e humanidades, 140 de idiomas e 150 de não ficção infantil e juvenil. 60% das obras deverão ser superiores a 2008.

Via El BOE

photo credit: lib-girl via photopin cc

68% dos espanhóis não pagam os livros que obtêm na Internet

Deixe um comentário


ereader 0211A pirataria de ebooks é hoje de novo notícia  no jornal espanhol El País, que apresenta alguns dados do Barómetro de hábitos de leitura e compra de livros em Espanha 2012, divulgado pela  Federación de Gremios de Editores de Espanha.

Na notícia não é referido se estes números se devem apenas a títulos pirateados ou se incluem também os ebooks de domínio público ou de download gratuito legal. De qualquer forma, fica patente a preocupação com a pirataria de ebooks do responsável pela Federação, problema que representará um prejuízo de 70 milhões de euros por ano.

Confesso que me surpreendem sempre estes números e a relação direta que se estabelece entre a quebra nas receitas e a pirataria. Será que todos os downloads ilegais são feitos por utilizadores que de outro modo comprariam o livro? Será que os atuais sistemas de proteção antipirataria cumprem a sua função?

De acordo com o mesmo estudo referido no El País, o número de leitores de ebooks atinge em Espanha os 11,7% entre los maiores de 14 anos.

Off topic: Este é o milésimo post no Ler Ebooks.

Alfaguara espanhola publica ebook por fascículos

Deixe um comentário


oscar-mujeresA editora espanhola Alfaguara  lançou o mais recente de romance de Santiago Rocangliolo, Óscar y las mujeres, em formato ebook  e distribuído em fascículos bissemanais às quartas e sextas-feiras. Cada fascículo, constituído por um capítulo do livro, custará 99 cêntimos, e foi hoje lançado o segundo de um total de 9. Quem quiser esperar, poderá adquir o ebook na sua totalidade no dia 20 de Fevereiro,  por 9,99 €, data em que também será disponibilizada a versão em papel por 19,50 €.

Os romances por fascículos são uma tradição bastante antiga do mundo dos livros (por exemplo, O Mistério da Estrada de Sintra, romance da autoria conjunta de Eça de Queirós e de Ramalho Ortigão, foi publicado originalmente no jornal Diário de Notícias sob a forma de cartas anónimas, entre julho e setembro de 1870), que as novas plataformas de edição e distribuição começam agora a recuperar como estratégia de marketing e de fidelização do leitor.

Via Diário Digital

Ebooks já representam mais de 20% da produção editorial espanhola

Deixe um comentário


ebookDe acordo com a Nota de imprensa da Federación de Gremios de Editores de España (janeiro de 2013), em 2012 se publicaram-se em Espanha 88.349 títulos, 22% (20 079) dos quais em formato digital. Evidentemente, estes números não dizem respeito apenas à produção e não à faturação (que é naturalmente muito menor), e incluem também CD, DVD e audiolivros que receberam um registo de ISBN (4.209 obras).

Para Portugal não são conhecidos números, nem de produção nem de faturação, isto apesar de apesar da já vasta oferta de ebooks, sobretudo nos últimos dois anos.

Via Actualidad Editorial

 

Edição digital aumentou 43% em Espanha

Deixe um comentário


De acordo com o relatório El sector del libro en España 2010-2012, publicado pelo Observatorio de la Lectura y el Libro, a edição digital em Espanha cresceu 43,2% em 2011, enquanto a edição em papel teve um decréscimo de 4,2%.

Nos primeiros seis meses de 2012, essa tendência acentuou-se, sendo que nesse período 21,6% dos registos catalogados pela Agência do ISBN corresponderam a livros em formato digital.

A percentagem de leitores digitais também cresceu,de 48,6%  no início de 2010 para 52,7% em finais de 2011.

Outro dado interessante relativo a 2011, no que diz respeito à venda de ebooks, foi a diminuição do volume de comércio  através de plataformas específicas e um aumento da venda direta pelas próprias editoras.

Nasce em Espanha o laboratório de ideias sobre o livro

Deixe um comentário


Foi ontem anunciado em Espanha o Laboratorio de ideas sobre el libro, uma iniciativa do Anatomía de la edición, composto por um grupo de profissionais da indústria do livro, que  se «reuniram para criar e fortalecer um espaço de diálogo e discussão que ajude os políticos, instituições e empresas públicas e privadas na definição de políticas e tomada de decisão, de acordo com as necessidades atuais do setor livro perante a mudança digital, reformas estruturais e a crise económica e social.»

Como primeira ação do laboratório, foi lançado o ebook La gran transformación. Panorama del sector del libro en España 2012-2015, com licença Creative Commons, que apresenta os desafios que o setor do livro vai enfrentar em Espanha nos próximo três anos.

Older Entries