Flipboard oferece integração com iBooks

Deixe um comentário


aqui falámos da Flipboard, a fantástica aplicação para iPad (e mais recentemente para Android) que transforma a leitura de notícias e atualizações nas principais redes sociais numa experiência semelhante à leitura de uma revista. Dois anos depois, continua a ser uma das minhas aplicações preferidas para dispositivos móveis.

flip1

Numa das suas últimas atualizações, a Flipboard passou a integrar secção de ebooks, com ligação à iBooks store da Apple, permitindo ao utilizador navegar por 25 categorias de ebooks, folheando os resumos das obras como se de uma revista de literatura se tratasse. Cada uma das categorias pode ser adicionada às fontes do Flipboard e passar a receber de forma automática as novidades disponibilizadas na  iBooks store e aceder diretamente à loja para adquirir a obra.

flip2

iPad encolhe de tamanho mas não no preço, e o novo iPad é descontinuado

Deixe um comentário


Como se esperava, a Apple anunciou ontem o iPad mini, com um ecrã  de 7,9″ e a mesma resolução do iPad 2 (1024 x 768). Lançado para competir com equipamentos como o Kindle Fire HD e o Nexus 7, o pequeno tablet da Apple tem preços a partir dos 329 dólares, muito acima dos 200 dólares da concorrência. Curiosamente, as ações da Apple caíram após o anúncio do iPad mini, talvez devido ao elevado custo do equipamento, que alguns analistas esperavam que fosse mais baixo (embora se saiba que o preço nunca fez parte da estratégia de mercado da Apple).  O pequeno iPad chega a Portugal no dia 2 de novembro.

As novidades da Apple não se ficaram por aqui. Foi anunciada a 4.ª versão do iPad, que substitui o iPad 3 (que a Apple designara de novo iPad e fora lançado há apenas meia dúzia de meses), e que terá como novidades o processador AX6, câmara frontal HD e o novo conector que já equipa o iPhone 5. Foi ainda anunciada  uma atualização do iBooks (passa a suportar 3d, vídeo embebido e  multi touch) e o novo MacBook Pro de 13 polegadas com ecrã Retina.

Ebooks didáticos da Apple [vídeo]

Deixe um comentário


Um vídeo da Gearlive sobre a estratégia da Apple no mercado dos ebooks didáticos:

Apple reforça ligação à leitura e à educação

7 comentários


O aguardado evento Apple agendado para hoje em Nova Iorque não gorou as expetativas e muitas foram as novidades apresentadas, que, como a própria Apple anunciara, incidem sobre o universo dos ebooks e da educação. Sintetizando, foram apresentadas três novas/renovadas ferramentas:

iBooks – Uma nova versão do iBooks, que passa a oferecer acesso a livros didáticos interativos, numa parceria com as editoras Pearson, McGraw-Hill e Houghton Mifflin Harcour, a preços de 14,99 dólares ou menos.
iBooks Author – Uma aplicação para OSX que permite aos utilizadores criar de forma simples e gratuita livros interativos e enviá-los para o iBooks.
iTunes U App – O iTunes U, o serviço de disponibilização gratuita de conteúdos que a Apple vinha oferecendo há algum tempo em parceria com universidades de todo mundo (incluindo a Universidade de Coimbra), é agora uma app gratuita e transforma-se numa espécie de plataforma entre professores e alunos, para partilha de aulas, textos, podcast, vídeos, oferecendo ainda integração com iBooks.

Nos próximos dias voltaremos a este tema para uma análise mais detalhada de cada uma das ferramentas.

Evento da Apple no final do mês será sobre ebooks

1 Comentário


Crescem os rumores sobre o evento que a Apple vai levar a cabo no final deste mês em Nova Iorque. Depois de se ter pensado que estaria relacionado com a Apple TV ou com uma nova versão do iPad, o site TechCrunch garante agora que o mesmo se centrará na edição electrónica e no iBooks, a plataforma de leitura/loja de ebooks da Apple, e que estará mais voltado para o sector empresarial da edição do que para o consumidor.

Atualização do iBooks melhora a leitura à noite

1 Comentário


A Apple acaba de proceder a uma atualização da sua aplicação de leitura, o iBooks, com algumas novidades interessantes. A principal é talvez o modo de leitura “noite“, com fundo preto e letras brancas (ver imagem acima), que  torna mais confortável a leitura à noite, sobretudo em ambientes pouco ou nada iluminados. Mantêm-se os modos de leitura normal e sépia.

Outras novidades desta versão 1.5 do iBooks são alguns novos tipos de letra, como Athelas, Charter, Iowan e Seravek, e modo de «ecrã completo», que oculta os atalhos nos topos superiores esquerdo e direito das páginas e que era uma funcionalidade já disponível noutras aplicações de leitura.

Também a Biblioteca sofreu alguns melhoramentos em termos de design, nomeadamente uma capa a imitar encadernação em pele, bastante útil sobretudo nos casos de obras de domínio púbico em epub que não costumam ter capa.

 

Criação de ficheiros ePub com o Pages

Deixe um comentário


Existem inúmeras formas de converter ficheiros de texto em formato ePub (o tipo de ficheiro que está a tornar-se uma espécie de norma em ficheiros de ebooks), sendo uma das mais populares o software Calibre. A solução aqui apresentada será sobretudo útil para os utilizadores de equipamentos da Apple, pois utiliza o software Pages (software de tratamento de texto) do sistema operativo iOS.

1. Abra o documento que pretende converter.

2. Selecione Partilha > Exportar.

3. Selecione “ePub” nas opções apresentadas no topo da janela Exportar.
Preencha os seguintes campos:

Título: escreva o nome do livro.

Autor: escreva o nome do autor.

Género: selecione um género para o livro no menu de contexto ou escreva um novo género no campo Género.

4. Seleccione a opção “Utilizar a primeira página como imagem da capa do livro” se pretender utilizar uma imagem em miniatura da primeira página do documento como ícone do livro na biblioteca do iBooks. Se selecionar esta opção, o conteúdo do livro começará a partir da segunda página do documento. A imagem da capa também é visível do lado contrário ao índice do livro. Se não selecionar esta opção, o livro utiliza o ícone genérico na biblioteca do iBooks.

O ebook criado não poderá posteriormente ser aberto no Pages, mas apenas  num leitor ePub, como por exemplo o iBooks.

Fonte: Criação de ficheiros ePub com o Pages

Ler no iPad

3 comentários


Embora não seja um propriamente um e-reader, o tablet da Apple é um poderoso instrumento de leitura, sobretudo graças à qualidade e tamanho do seu ecrã e às inúmeras aplicações (apps) especificamente dedicadas à leitura.

A começar pela da própria Apple, o iBooks, uma app concebida tanto para iPad como para iPhone, que já vai na versão 1.2, e que permite organizar a nossa biblioteca por colecção, separar os arquivos pdf dos ePub e dá acesso directo à loja da Apple para adicionar títulos. Como vimos atrás, a iBooks suporta arquivos pdf e ePub (não protegido), e tem versão em português. A leitura é muito simples, tanto com o aparelho na vertical como na horizontal, permite pesquisa no texto e no dicionário, adicionar marcadores e notas, e aumentar ou diminuir o tamanho do texto.

A app Kindle, da Amazon, permite acesso à loja Kindle da Amazon, com os seus mais de 775 000 livros. Permite também o acesso ao arquivo de livros de domínio público do Projecto Gutenberg e ao Internet Archive.

A app Stanza, da Lexcycle, é outra aplicação muito popular e lê ficheiros ePub, PDF, Comic Book Archive (CBR & CBZ), e DjVu. Fornece a acesso directo a várias lojas de ebooks e a 50 000 clássicos gratuitos, sobretudo em língua inglesa.

Outras aplicações semelhantes são o Ereader, da Fictionwise, o Nook, da Barnes & Noble, e o Kobo, da Kobo inc.

Deixei para o fim um dos meus favoritos, o iFlow Reader,  da  BeamItDown Software, que analisarei num outro post.

Para além destas apps, a App Store disponibiliza ainda aplicações específicas, como Shakespeare, da Readdle, com as obras completas de Shakespeare, a Marvel Comics da Marvel Entertainment, para banda desenhada, e a Classics, da Spreadsong, Inc., com mais de  23 mil livros clássicos gratuitos.

O «livro como app» começa a ganhar cada vez mais adeptos, e muitas vezes mais não é do que a adaptação de um clássico da literatura às possibilidades oferecidas pelo iPad. Os exemplos mais conhecidos são Alice for the iPad, da Atomic Antelope ($8.99),  Dracula: The Official Stoker Family Edition, da PadWorx Digital Media Inc. ($4,99), e, em português, A menina do Narizinho Arrebitado, da Editora Globo.

Quanto a periódicos, e apenas em português de Portugal, destacamos os jornais Público, JN, DN e Jornal de Negócios, e a revista Visão, uma das minhas favoritas e a que voltarei posteriormente.

Finalmente, existem também para apps que facilitam a leitura de conteúdos mediante RSS ou redes sociais. Nestas destaca-se claramente o Flipboard, que torna a leitura de notícias (do Google Reader, por exemplo), de redes sociais (Twitter, Facebook) ou de imagens uma experiência absolutamente inovadora.