Assinaturas digitais dos jornais diários cresceram 116%

Deixe um comentário


small__6098105375As assinaturas digitais dos jornais diários portugueses mais do que duplicaram nos primeiros dez meses do ano passado, atingindo um total de 11 764 assinantes.

O jornal Público lidera o segmento, com uma média de 7241 assinantes mensais, que corresponde a uma fatia de 62% do total. Já as versões impressas dos cinco principais jornais diários viram as vendas cair 8%.

Ler mais no Público.

photo credit: jdlasica via photopin cc

Portugueses passam apenas cerca de uma hora por mês em sites de notícias

Deixe um comentário


medium_6816581220De acordo com os dados mais recentes da Marktest, os portugueses dedicam, em média, pouco mais de uma hora por mês à pesquisa e leitura de notícias online, isto é, cerca de 2 minutos por dia. Uma média incrivelmente baixa, dada a elavada taxa de penetração da internet nos lares portugueses.
No mês de março deste ano, que serviu de base a esta estatística, o Público, A Bola e o Expresso foram, por esta ordem, os sites de informação mais acedidos com respetivamente 1,362 milhões, 1,091 milhões e 1,082 milhões de utilizadores únicos

Via Tek
photo credit: ebayink via photopin cc

Jovens leitores mais dispostos a pagar por conteúdos digitais [estudo]

Deixe um comentário


graph

Um estudo do Reuters Institute for the Study of Journalism veio demonstrar que a geração mais jovem (sobretudo dos 25 aos 34 anos, mas também dos 18 aos 23) está mais disposta a pagar por conteúdos digitais, nomeadamente notícias, do que as gerações mais velhas.

Uma das explicações para esse facto poderá ser uma maior penetração de tablets e smartphones (os principais dispositivos usados para a leitura de notícias em formato digital) junto dessas faixas etárias, mas não deixa de ser surpreendente, sobretudo porque contrairia o lugar-comum de associar os nativos digitais ao consumo acrítico da informação disponível gratuitamente na rede.

O estudo, que abrangeu vários países do mundo, tem outro resultado interessante no que à língua portuguesa diz respeito. O país  onde os leitores compram mais conteúdos digitais em forma de notícias é o Brasil, com 24%, bem à frente de Japão (14%), EUA  (12%) e GB (9%).

Via mhpbooks

“Financial Times” tem mais assinantes digitais que leitores em papel

Deixe um comentário


ftA transição para o digital, ainda lenta no formato livro, acelera nas publicações periódicas.

Em 2012, pela primeira vez, o Financial Times registou mais subscritores da sua versão online do que número de exemplares impressos.

Outro dado interessante é que 15% dos assinantes da versão online acedem já através de dispositivos móveis.

Via El Mundo

Foto: FT

‘The New York Times’ lança coleção de ebooks

2 comentários


nytO jornal norte-americano The New York Times anunciou o lançamento de uma coleção de ebooks, numa parceria com editoras Byliner e Vook, que estará disponível tanto no site do jornal como na loja da Amazon. Os ebooks basear-se-ão nas reportagens do jornal em temas como cultura, desporto, negócios, ciência e saúde, tratando-se por isso de narrativas curtas (10 000 a 20 000 palavras), mas que poderão incluir conteúdos não publicados originalmente tanto na versão de papel como na versão digital do jornal.

Esta iniciativa do The New York Times replica um modelo já adoptado por outros jornais, como  Washington Post, the Wall Street Journal, USA Today ou o espanhol El País.  

Para quando uma iniciativa semelhante na imprensa nacional?
photo credit: Dom Dada via photopin cc

Jornal The New York Times anuncia edição online em português

Deixe um comentário


O jornal norte-americano The New York Times anunciou ontem que no próximo ano vai lançar uma edição online em português destinada ao público brasileiro.
«A nova edição online terá conteúdo de qualidade que leva o [The New York] Times a uma audiência brasileira educada, com uma boa situação financeira e ligada ao resto do mundo», afirmou o jornal norte-americano em comunicado.
Com sede em São Paulo, a versão brasileira do The New York Times incluirá 30 a 35 artigos diários, alguns traduções em português de artigos do NYTimes.com, mas também de artigos originais escritos pelos jornalistas locais e que representarão aproximadamente um terço da edição, afirma o comunicado.
A iniciativa não é inédita. O igualmente americano Wall Street Journal já desde há algum tempo que tem uma edição online em português.
photo credit: Scott Beale via photopin cc

Google disponibiliza milhares de jornais de acesso livre

3 comentários


São cerca de 3000 jornais, dos séculos XIX e XX, em língua inglesa, francesa e espanhola (oriundos sobretudo do Canadá, EUA, México). O acesso e pesquisa precisam de ser melhorados, mas mesmo assim trata-se uma importante fonte para o estudo da História dos séculos XIX e XX.

No exemplo apresentado, a notícia da implantação da República em Portugal no Evening  Tribune, onde erradamente uma imagem do palácio da Pena em Sintra é identificada como o palácio de Mafra.

Via wwwhatsnew.com