Porto Editora disponibiliza gratuitamente versões digitais dos manuais escolares

Deixe um comentário


snewsO ano letivo que hoje se inicia traz algumas novidades relativamente aos manuais escolares digitais. Os alunos que comprarem os manuais escolares do Grupo Porto Editora vão ter acesso gratuito, a partir da próxima segunda-feira, às respetivas versões digitais, medainte uma chave de acesso à escola virtual que acompanha o manual em papel.

Os manuais digitais foram desenvolvidos para se adaptarem a uma utilização quer no computador quer em tablets e disponibilizam algumas funcionalidades extra relativamente à versão em papel, nomedamente uma ferramenta de pesquisa, recusrsos multimédia e a possibilidade de o aluno criar destaques classificados por nível de importância, adicionar notas às páginas associando textos ou links, ou fazer zoom.

Com um investimento superior a dois milhões de euros, este projeto do Grupo Porto Editora começou a ser desenvolvido há um ano e prolongar-se-á por três anos letivos, envolvendo uma equipa multidisciplinar de duas centenas de profissionais.

Anúncios

Webinar gratuito sobre livros escolares digitais

Deixe um comentário


ESMA eSchool Media inc. promove o seminário «Realizing the Promise of Digital Textbooks», com a participação de Michael Roth e Mark Benigni. Com a duração de uma hora, o webinar terá início às 20h30 do dia 25 de fevereiro, e é de particapação gratuita mediante registo prévio. Será emitido um certificado de participação.

Mais informações aqui.

Out of Print: repensando os manuais escolares na era digital [relatório]

Deixe um comentário


ofpUm relatório da norte-americana SETDA – State Educational Technology Directors Association – que aborda algumas das questões envolvidas na adopção de dispositivos electrónicos e conteúdos digitais pelas escolas e apresenta experiências inovadoras e de sucesso em escolas de diferentes estados norte-americanos.

SmartBook – ebooks adaptativos para estudantes universitários

Deixe um comentário


smartbook

A McGraw-Hill Education, departamento de educação da editora The McGraw-Hill, acaba de lançar o SmartBook, ebooks adaptativos para alunos do ensino superior. O Smartbook começa por ser um simples ebook, mas depois de o aluno começar a leitura, e mediante pequenos questionários, o ebook adapata-se ao aluno, destacando os conteúdos que ele precisa de melhorar, de forma a consolidar e reforçar a aprendizagem.

O sistema funcionará em PC e também em tablets iPad e Android. Os preços ainda não são conhecidos, mas a The McGraw-Hil assegura que estarão em linha com os preços dos outros ebooks.

 

O desafio dos livros escolares “open source” [infográfico]

Deixe um comentário


The Open Textbook Challenge
From: OnlineColleges.net

5+1 razões para usar manuais escolares digitais

3 comentários


O Edudemic elaborou uma lista com 5 importantes razões a favor da adoção de manuais escolares digitais, a saber:

1. Salvar a coluna. É talvez o mais forte argumento. O peso que hoje em dias os alunos nas suas mochilas carregadas de livros e cadernos em papel (em muitos casos superior a 15 quilos) deixa marcas, por vezes irreparáveis, na coluna vertebral das nossas crianças. Os manuais  digitais não pesam, apenas há a considerar o peso (cada vez menor ) do suporte.

2. Interatividade. Além dos textos, os manuais escolares digitais podem incluir diversos recursos multimédia e interativos, respondendo a diferentes estímulos de aprendizagem, permitindo a experimentação e a simulação.

3. Juntar livros e cadernos. Muitos manuias escolares digitais permitem fazer sublinhados, tomar notas, responder a questões, resolver problemas, substituindo por um único produto manual e caderno escolar.

4. Currículo mais personalizado. O textual mix (possibilidade de reunir num ebook diferentes conteúdos provenientes de diferentes fontes) permite personalizar os manuais escolares de acordo com as características de cada aluno ou grupo de alunos ou com as especificidades do currículo escolar.

5. Poupar dinheiro. Os manuais escolares digitais são tendencialmente muito mais baratos do que os seus equivalentes em papel e a sua atualização não implica a destruição de milhares de exemplares. É claro que há que ter em conta o custo do suporte, mas o saldo é, a breve prazo, francamente positivo.

Para finalizar, acrescento uma última razão. Os manuais digitais são uma opção ecológica, permitindo poupar árvores, a principal matéria-prima dos livros em papel.

photo credit: Marquette La via photopin cc

Califórnia vai ter manuais escolares universitários ‘open source’

Deixe um comentário


O Senado do estado da Califórnia (EUA) aprovou em finais de agosto os projetos de lei SB 1052 e SB 1053 que visam dotar as universidades californianas de manuais escolares universitários em formato digital, distribuídos gratuitamente com uma licença Creative Commons.

Os ebooks centrar-se-ão em 50 cursos universitários e deverão estar disponíveis em 2013. O projeto de lei 1052 determina a criação do Conselho de Recursos de Educação Aberta da Califórnia (California Open Education Resources Council), que selecionará e desenvolverá os recursos digitais, enquanto com projeto de lei 1053 se procede à criação da Biblioteca Digital da Califórnia de Código Aberto (California Digital Open Source Library), que assegurará o armazenamento e distribuição dos conteúdos criados.

Via About.com
Imagem: Flickr

Older Entries