Na Alemanha, ebooks eróticos só podem ser adquiridos depois das 22h

Deixe o seu comentário


9171753057_4a103ab9a6_nA Associação Alemã de Editores e Livreiros determinou que os ebooks para público adulto apenas podem ser vendidos a partir das 10 da noite. A nova lei obriga os editores a identificar, através de metadados, todos os livros com conteúdos não adequados aos jovens e que permita que as lojas apenas os disponibilizem entre as 10 da noite e as 6 da manhã.

Quem não cumprir arrisca multas, que podem chegar aos 500 mil euros. Esta nova lei é na prática uma extensão de uma lei de 2002, chamada Jugendmedienschutz-Staatsvertrag, e que visa impedir que crinças adquiram revistas, romances gráficos e livros considerados para adultos.

Alguns editores já puseram em causa a eficácia desta nova norma, considerando que fazia mais sentido um sistema que obrigasse os compradores a provarem a idade.

Via GoodEreader
photo credit: DSC00876 via photopin (license)

Venda de ebooks nos EUA com uma quebra de 6% em 2014

Deixe o seu comentário


medium_6816581220Em 2014 foram vendidos nos EUA, o principal mercado mundial, 223 milhões de ebooks, menos 17 milhões do que no ano anterior.

Estes dados foram apresentados pela Nielsen na BookExpo America e resultam da PubTrack Digital, que recolhe estatísticas das vendas de ebooks das 30 maiores editoras norte-americanas.

O mercado de ebooks representou no ano passado 26% do mercado de edição, uma diminuição de dois pontos percentuais relativamente a 2013.

A ficção juvenil cresceu 10% em 2014, embora represente somente 15% do mercado global nesta categoria. Isto deve-se, de acordo com a Nielsen, ao facto de mais de metade dos adolescentes continuar a preferir formatos impressos (24% preferem decididamente livros em papel e 30% preferem o papel mas estão disponíveis para ler ebooks).

Estes dados confirmam o abrandamento do mercado de ebooks nos EUA nos dois últimos anos, depois de um espetacular crescimento, na ordem dos 3 dígitos, nos primeiros anos da década (300% em 2010, por exemplo).

Curiosamente, apesar do decréscimo no número de unidades vendidas, os lucros da comércio de ebooks cresceram 5% em 2014, de acordo com a  Association of American Publishers ($15,7 mil milhões, comparado com $15 mil milhões em 2013).

Via The Book Seller

O lento crescimento dos ebooks na Europa

4 Comentários


Image1

Especialistas da PricewaterhouseCoopers preveem que, em 2018, os ebooks ultrapassem os livros impressos. Contudo, esta previsão aplica-se apenas ao mercado americano e inglês. Na Europa continental, o crescimento previsto é bem mais modesto, com apenas os mercados espanhol e francês a pouco ultrapassarem os 20%. De acordo com o The New York Times, citando Rüdiger Wischenbart, o principal entrave à expansão do mercado de ebooks na Europa continental é a política de preços: por exemplo, o preço médio dos ebooks bestsellers na Alemanha e na França é superior a 20 dólares, mais do dobro dos 9 dólares na Grã-Bretanha.

Venda de ebooks ultrapassará livros impressos em 2018 em Inglaterra

1 Comentário


small__6736940485Um estudo da Pricewaterhouse Coopers (PwC), revelado hoje pela BBC, indica que a venda de livros impressos será ultrapassada pela venda de ebooks em 2018. Este estudo contraria outras previsões que apontavam para um abrandamento e mesmo declínio do mercado de ebooks em Inglaterra.

Recordamos que a Inglaterra é o país europeu com mais alta taxa de penetração dos ebooks.

 photo credit: kodomut via photopin cc

Mercado global de ebooks [estudo]

Deixe o seu comentário


 

O fim do crescimento do mercado de ebooks? [infográfico]

Deixe o seu comentário


O abrandamento, em 2013, das espetaculares taxas de crescimento do mercado de ebooks, sobretudo em comparação com os anos 2012 e 2011, é um dos temas do momento da edição digital. Contudo, este abrandamento apenas se verificou nos países onde as vendas de ebooks já atingiram números significativos (EUA e Grã-Bretanha) e mesmo nestes continua a crescer. Este infográfico analisa os números e aponta algumas das causas identificadas pelos principais especialistas.

ebooks-infographic

Via Digital Book World

Venda de ebooks: o domínio da Amazon

Deixe o seu comentário


kindleDe acordo com o relatório Consumer Attitudes Toward E-Book Reading, do Book Industry Study Group, a Amazon continua a dominar claramente o mercado de ebooks nos EUA. À pergunta «Onde é que habitualmente adquire ebooks», 67% responderam Amazon, seguindo-se B&N Nook com 11,8% e Apple iBooks com 8,2%. O secção “Outros ” recolheu 12,8%.

Outro dado interessante diz respeito aos géneros preferidos tendo em conta o formato (impresso ou ebook). O papel prevalece nas preferências do leitor apenas nos livros de cozinha, guias de viagem, guias práticos e banda desenhada/romances gráficos. Nas restantes 10 categorias, ganha claramente o formato digital.

Via Digitalbookworld
photo credit: johncatral via photopin cc

Older Entries

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.337 outros seguidores