E-readers duplicam nos últimos seis meses

1 Comentário


Este é o resultado mais surpreendente do estudo publicado pelo Pew Research Center’s Internet & American Life Project e que contraria a opinião de alguns analistas que previam que a venda de tablets estaria a canibalizar a venda de e-readers.

A verdade é que, desde Novembro do ano passado, a percentagem de norte-americanos adultos que possuía um Kindle, Nook ou outro tipo de e-reader passou de 6% para 12%, ao passo que os possuidores de um tablet apenas cresceu de 5% para 8%.

Contudo, tanto os e-readers como os tablets ficam bastante aquém de outros dispositivos electrónicos, como leitores de MP3 (44%), DVRs (52%), laptops (56 %), desktops (57%), e telemóveis (83%).

Outro dado interessante do estudo do Pew é que apenas 3% da população americana tem em  casa simultaneamente um tablet e um e-reader.

Expansão do mercado europeu de e-readers

Deixe um comentário


Em, 2011, a Europa será a região onde o mercado de e-readers mais crescerá, de acordo com uma previsão da Digitimes. Percentualmente, a Europa passará de uma quota do mercado global de e-readers de 6% em 2010 para 16% em 2011. Contudo, o mercado continuará a ser marcadamente dominado pelos EUA, com 72%. A venda de aparelhos nos primeiros quatro meses de 2011, continuo em alta, com um crescimento de  236% no último ano, atingindo as 4,8 milhões de unidades vendidas. A Digitimes Research acredita que o mercado de e-readers atingirá os 27 milhões de unidades vendidas no final de 2011. Em termos de marcas, o Kindle da Amazon continuará a liderar (60%), com o Nook da Barnes & Noble em segundo lugar.

Via Digitimes